• 1

    Apanha da azeitona (processo tradicional)

    Consiste em bater com alguma força nas oliveiras com o auxílio de varas (varejamento) o que faz com que as azeitonas caiam sobre um pano previamente estendido e esticado em redor do tronco da oliveira.
  • 1

    Apanha da azeitona (processo automático)

    Este processo recorre a máquinas especializadas, as quais, com a ajuda de uma pinça "abana" a árvore na zona do tronco, provocando a queda da azeitona para uma manga adaptada à própria máquina. É um processo bastante mais rápido e eficaz.
  • 1

    Azeitona

    A azeitona é o fruto da oliveira, do qual se extrai o azeite. Existem vários tipos de azeitona das quais destacamos as variedades Verdeal, Madural e Cobrançosa, de onde é extraído o Azeite 7 Lendas.
  • 1

    Análise Laboratorial

    Nesta fase é retirada e analisada uma pequena amostra.
  • 1

    Extracção do azeite

    A azeitona é transportada ao moinho de martelos, onde é moída, obtendo-se uma massa de azeitona que depois de batida numa termo-batedeira é conduzida à centrifuga horizontal que retira o azeite para um lado, e os bagaços húmidos são encaminhados através de sem-fins ao descaroçador, máquina que separa o caroço partido da azeitona, que serve de combustível para a secagem do bagaço e aquecimento das caldeiras.
  • 1

    Secador de bagaços

    A polpa húmida entra no secador de bagaços, onde através de calor é evaporada para a atmosfera toda a água, contribuindo assim para um bom ambiente, pois não produzimos águas residuais.
  • 1

    Armazenagem

    Depois de armazenado em depósitos inox, o azeite é verificado no I.S.A. que através de uma amostra que enviamos, faz a análise química e sensorial do azeite.
  • 1

    Linha de embalagem

    Após uma pequena filtragem o azeite segue para a linha de embalagem onde é embalado com o maior rigor e controlo de qualidade em embalagens de vidro.